Sophrosyne, solução para sociedades doentes

Jovem resistindo a Eros - Bouguereau

Jovem resistindo a Eros – Bouguereau

Nos primeiros textos deste blog, mencionei um termo grego, referido a uma postura, sob o qual este povo guiava seus instintos sedentos e ímpetos da alma relacionados ao consumo de vinho nos Banquetes, principalmente. Retomo o termo, como disse que faria.

A prática de beber vinho ao falar de política já acontecia no mundo antigo desde, pelo menos, o séc X a. C, na Pérsia. Na Grécia, a prática se arraigou, revestindo-se de caráter cerimonial nos symposions (cujo significado nada mais é que beber juntos), nas discussões sobre política, filosofia, arte e literatura. O symposion, propriamente dito, era um momento do Banquete, momento este dedicado ao consumo de vinho e discussões sobre os temas mencionados. Esta cerimônia, por assim dizer, possuía uma característica de educação de caráter, era o pilar da formação da identidade cultural grega. Tudo isso sob o preceito do controle frente ao excesso. Era a preparação do cidadão para suas atividades cívicas e, para tal, a moderação era a postura mister (gosto de referir-me a ela como uma atitude, também), frente aos excessos possíveis em meio ao consumo de vinho e ações tão inflamáveis, como debates políticos, filosóficos e expressão de emoções. Assim, tudo isto se dava sob o aprendizado da sophrosyne X hybris, moderação X descontrole do excesso.

Já mencionada, mas não explorada aqui no blog, esta postura/atitude é algo de uma bela sabedoria que, instituída em qualquer sociedade, em qualquer época, em qualquer assunto (comer, assistir à TV, FaceFuck, espetacularizações diversas – sociedade do espetáculo -,valorização da (auto)imagem e por aí vai…) preveniria diversas neuroses e crimes, as políticas (num âmbito social) e pessoas (num âmbito existencial) reservariam e investiriam mais tempo e ações para o que realmente importa.

Xenófanes de Cólofon (577 – 460 a. C) deixa um exemplo, em um fragmento sobre o Banquete:

“após as libações e as preces pedindo a força de agir corretamente (…) não é excesso beber sem desrespeitar os limites, a fim de poder voltar para casa sem auxílio (…) merece elogio especial aquele que, após ter bebido, puder expressar-se em nobres pensamentos sobre a virtude, tanto quanto lhe permitirem sua memória e seu coração.”

A moderação é a atitude sensível ao significado social de qualquer atividade coletiva, assim como, confere saúde àquele que a pratica na solidão. Não é, de maneira nenhuma, a recusa, privação de algo.

O beber moderado, segundo os ensinamentos seculares da sophrosine, é o beber bem, o beber virtuoso. Virtudes são bons hábitos, (contrário dos vícios, maus hábitos) em que não se é motivado apenas pelo ato em si (beber moderado), mas, também, pelo significado que este beber carrega e que constitui o indivíduo como ele é.

Aristóteles em sua moral nos diz que os desejos derivam dos hábitos. As virtudes, os bons hábitos, portanto, são os que se manifestam nos desejos cujas satisfações nos trazem a felicidade (eudaimonia). O beber bem, por exemplo, é, então, aquele que nos permite expressar em “memória e coração”, pegando gancho do Xenó…

O que nos diz esta moral é que as virtudes são disposições para querer o que verdadeiramente nos satisfaz, aquilo que realmente importa, sem as afetações neuróticas que os vícios (comer, assistir à TV, FaceFuck, espetacularizações diversas – sociedade do espetáculo -, valorização da (auto)imagem) podem nos acometer.

Em se tratando especificamente da bebida, mais especificamente ainda, do vinho, uma sociedade erigida na sophrosine, do beber virtuoso, prescindiria de lei seca Xiita.

Beber vinho (na casa da vó) no jantar com a família, choppinho (por que não vinhosinho?) no churrasquinho com os amigos?

Esquece!!!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s